Terça-feira, 22 de Setembro de 2009

bamboleo bambolea

 

Por razões relacionadas com o facto de darem à luz, as mulheres possuem ancas bem mais largas que as dos homens, sendo também maior a zona entre as pernas. Isto significa que, sempre que uma mulher caminha, o faz com um acentuado movimento de bambolear que sublinha a zona pélvica. Os homens não conseguem caminhar desta maneira, pelo que este se torna igualmente um poderoso sinal de diferenciação sexual. Fica igualmente explicado por que razão poucas mulheres obtêm bons resultados nas corridas de atletismo, pois as suas ancas mais largas fazem as pernas deslocarem-se mais para os lados quando correm. Excepto se for alguém como a Caster Semenya que nem é carne nem é peixe mas antes “híbrida”. Bambolear as ancas é um dos mais subtis gestos de cortejo feminino, utilizado há séculos para publicitar bens e serviços. Lembram-se dos anúncios do gás butano? Ui... Grande bilha! As mulheres que vêem estes anúncios sentem o desejo de ser semelhantes à modelo representada – o que resulta numa maior notoriedade do produto anunciado. Ou seja: quanto maior é o pacote, então melhor é a embalagem. Ora, até a medicina nos mostra que uma mulher com um excelente estado de saúde, e uma probabilidade máxima de dar à luz com sucesso, possui um rácio “cintura-ancas” de 70%. Isto é, a sua cintura mede 70% da sua largura de ancas. E isso dá-lhe uma silhueta conhecida como “ampulheta”. Tem graça, rima e tudo! Na verdade, este é o rácio corporal que se revelou mais eficaz em termos de captar a atenção masculina. Em geral, os homens começam a perder o interesse quando esse rácio excede os 80% – mas só o perdem por completo quando o rácio atinge os 100%. Porém, logo que o rácio seja inferior a 80%, os homens interessam-se novamente. E para isso contribui esse velho truque feminino que consiste numa certa inclinação pélvica, aquando de pé. Todavia, este rácio “cintura-ancas” nada tem a ver com o peso. Ou seja: uma mulher mais avantajada, tendo o tal rácio de 70%, também consegue fazer os homens virar as cabeças quando passa. O mesmo acontece com uma mulher mais escanzelada. Sim, porque mesmo que as mulheres não tenham o rácio exacto, a maneira como mexem o rabo faz toda a diferença. Sem exageros, subtilmente. Assim sendo, o que importa é andarem por aí bamboleando-se (!)
 
Um abraço...
shakermaker

 

para ver: Los Abrazos Rotos » Almodóvar
para ouvir: Don`t Stop The Dance por Bryan Ferry em Boys And Girls 1985
blogjob por shakermaker às 00:00

ISOLAR POST | RECOLHER POST
De cigana a 27 de Setembro de 2009 às 18:44
Meu caro Shaker, basta ver o rabinho do Castelo-Brianco a bambolear para vermos que não é um atributo exclusivamente feminino...
E quanto a pacotes e embalagens, muito haveria para dizer sobre o sexo masculino! Embora lhe caiba o direito de se pronunciar só sobre os atractivos dos pacotes do sexo oposto, claro...
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.
Blog Widget by LinkWithin

»posts & blogjobs

» música menstrual

» o amor faliu

» dead man walking

» alive and kicking

» saudade amolece

» música para gente grisalh...

» penálti de cabeça #01

» café puro

» mais (es)perto da estupid...

» do caixão ao berço

» você bate no seu pc?!

» parebenizar & desvaloriza...

» bamboleo bambolea

» subindo paredes

» videoclip #05

» recycle bin

» saturday night sweat

» deixem-me em paz!

» working class hero

» a frase feita: o lugar-co...

» foram espinhos contra ros...

» há coisas que eu sei

» (quase) tudo sobre justiç...

» videoclip #04

» surrealizar por aí

» (com)postura corporal soc...

» todos juntos somos mais

» (quase) tudo sobre cortej...

» amor: um silêncio coniven...

» o cintilante não é brilha...

» a conspiração do semáforo

» as lesmas & as alfaces

» molhar as partes pudibund...

» presos pelo nariz

» dog bless america

» inferência das coincidênc...

» eu acredito no mosquito

» quem tem o gay na barriga...

» tira-nódoas vs tira-teima...

» um eco do prazer

» estou cansado de ser sexy...

» amor: reavivando a memóri...

» cosmética sexual #02

» cosmética sexual #01

» amor: brincando com o fog...

» cravados na mente

» o universo paralelo

» mistério do objecto invis...

» 7 e picos, 8 e coiso, 9 e...

» #33

»séquito & móinas

»feeds & não-sei-quê

»tags

» todas as tags