Segunda-feira, 9 de Julho de 2007

dr. house vs mr. shaker

 

Por vezes, utilizamos termos de comparação para elogiar alguém. Noutras vezes, nem tanto assim. Ou seja, ao dizermos que determinada mulher é uma das sete maravilhas do mundo, estamos não só a exagerar como a admitir a hipótese de que, porventura, existem outras seis mulheres tão belas quanto essa. Por outro lado, se compararmos alguém com uma só pessoa, então estamos apenas a admitir uma só hipótese de comparação: com essa mesma pessoa. Assim, toda esta lenga-lenga introdutória serve de mote para um esclarecimento acerca duma comparação de que fui alvo num certo e-mail proveniente do circuito da blogosfera. Pois é, desta vez não se limitaram somente a chamar-me nomes feios, como também me compararam com uma personagem execrável, antipática, arrogante e teimosa da televisão. Logo eu que sou uma jóia de moço?! Sendo assim, vou usufruir do meu direito à indignação e responder aqui mesmo, neste blog. A personagem em questão, como já devem ter percebido, é o Dr. House. Sim, esse mesmo médico que nos entra pelos lares adentro e resolve autênticos enigmas do corpo humano, ainda que em grande parte fictícios. Ora, que fique bem esclarecido que eu não tenho nada a ver com esse sujeito! Nunca fomos apresentados nem frequentamos os mesmos círculos mediáticos. Até porque eu não frequento círculos mediáticos de todo, quanto muito: vou ao café central lá da minha rua. E se por acaso o Dr. House me conhecer, então lavo daí as minhas mãos! 

 

Para provar que eu não tenho nada, mas mesmo nada, a ver com o Dr. House, vou então explicar tintim por tintim as nossas diferenças. Porém, não me fico por aqui: vou também provar que sou melhor do que ele! Comecemos pelo aspecto físico: o Dr. House é coxo, usa bengala, e eu não. Nenhuma das duas. Uma a zero, vai buscar só para começar! Eu uso barba de dois dias e o Dr. House usa barba de três, logo penso estarmos perante um empate técnico. Tudo bem, como tenho fair-play, aceito. O Dr. House é famoso mundialmente, enquanto eu sou apenas conhecido na minha casa, pela minha família e amigos, relativamente na minha actividade profissional e acidentalmente na blogosfera (aqui por motivos que não abonam muito a meu favor). Que seja, um ponto favorável para o Dr. House. Eu não tomo medicação – apesar dos meus próximos me alertarem para que o deva fazer – enquanto o Dr. House encharca-se em comprimidos. Por isso, mais um ponto para mim. E vão três! Voltando ao aspecto físico: ambos temos olhos azuis e cabelo castanho claro. Assim sendo, vai mais um ponto para cada um de nós. Comparando-nos: profissionalmente, o Dr. House tem a sua própria equipa, só que eu também. Porém, ele tem uma mulher a trabalhar consigo, enquanto eu não. Aqui tenho de reconhecer que isso é uma grande vantagem para o Dr. House, e uma lacuna a ser preenchida por mim. Por isso, lá vai mais um ponto perdido. Pois bem, eu não tenho patrão e muito menos uma patroa como tem o Dr. House...

 

Embora não me importasse nada! Mesmo assim, isso é uma grande vantagem para mim pois não tenho que dar satisfações a ninguém. Já o Dr. House, não só está sempre metido em sarilhos, como também leva rebocadas da patroa a toda a hora. Já cá canta mais um ponto! O Dr. House tem a capacidade de curar doenças em pessoas mas eu não (bem pelo contrário). Há até quem diga que eu provoco imensas dores de cabeça e algumas náuseas também. Ok, mais um ponto para ele, que se lixe! Penso que temos mais um empate pois ambos somos apontados como sendo, um tanto ou quanto, malucos. Assim seja, e nesta altura a contabilidade é a seguinte: seis pontos para cada lado. Isto está renhido, vamos lá ver se me desmarco. Eu sou mais novo que o Dr. House (alguns quinze anos) e isso, por si só, é uma grande vantagem. Toma e embrulha, já cá canta mais um ponto! Assim estou a gostar! Mais: o Dr. House é considerado, por muitas mulheres, um homem charmoso e bem parecido. Bom, aqui temos um problema, e a culpa é da idade! De facto, eu não sou charmoso nem bem parecido mas para lá caminho. A sério, dêem-me mais uns anitos e vão ver se eu não serei um autêntico galã! Pronto, tudo bem, as circunstâncias são as que são:  perdi outro ponto. Espera! Já sei como ganhar isto! O Dr. House, que eu saiba, não tem nenhum blog, enquanto eu tenho este. Sim, este mesmo! Oito a sete: ganhei-te House!  Para que não restem mais dúvidas ou motivos de comparação: ele é o Dr. House e eu sou o shaker.

 

Um abraço...

shakermaker

 

para ver: HouseMD » HughLaurie (3season)
para ouvir: The Importance Of Being Idle » Oasis » Don`tBelieveTheTruth
blogjob por shakermaker às 00:00

ISOLAR POST | RECOLHER POST
De Nuno Ferreira a 11 de Julho de 2007 às 02:20
Hello,

É só mesmo para dizer que li o teu comentario no site do markl e pronto é sempre bom conhecer mais um fan dos MSP ;) o que escasseia em Portugal... e já vi que Oasis tb deves ser.. bom gosto nunca acaba!

Abraço

www.myspace.com/revolrock
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.
Blog Widget by LinkWithin

»posts & blogjobs

» música menstrual

» o amor faliu

» dead man walking

» alive and kicking

» saudade amolece

» música para gente grisalh...

» penálti de cabeça #01

» café puro

» mais (es)perto da estupid...

» do caixão ao berço

» você bate no seu pc?!

» parebenizar & desvaloriza...

» bamboleo bambolea

» subindo paredes

» videoclip #05

» recycle bin

» saturday night sweat

» deixem-me em paz!

» working class hero

» a frase feita: o lugar-co...

» foram espinhos contra ros...

» há coisas que eu sei

» (quase) tudo sobre justiç...

» videoclip #04

» surrealizar por aí

» (com)postura corporal soc...

» todos juntos somos mais

» (quase) tudo sobre cortej...

» amor: um silêncio coniven...

» o cintilante não é brilha...

» a conspiração do semáforo

» as lesmas & as alfaces

» molhar as partes pudibund...

» presos pelo nariz

» dog bless america

» inferência das coincidênc...

» eu acredito no mosquito

» quem tem o gay na barriga...

» tira-nódoas vs tira-teima...

» um eco do prazer

» estou cansado de ser sexy...

» amor: reavivando a memóri...

» cosmética sexual #02

» cosmética sexual #01

» amor: brincando com o fog...

» cravados na mente

» o universo paralelo

» mistério do objecto invis...

» 7 e picos, 8 e coiso, 9 e...

» #33

»séquito & móinas

»feeds & não-sei-quê

»tags

» todas as tags