Quinta-feira, 3 de Maio de 2007

onde eu quero ir

 

Para casa é onde eu quero ir. Pega-me no corpo e põe-me às tuas cavalitas. Sinto-me sonolento mas estou a divertir-me e quanto menos falarmos disso, melhor. Inventa coisas enquanto vamos a caminho. Com a cabeça nas nuvens, eu sei que está tudo bem, mas preciso mesmo que me leves até casa.

Foste tu que me encontraste ou fui eu que te vi primeiro? Nunca pela amizade e muito menos por amor. Apenas por um bocado bem passado do teu lado. Hoje dizemos: como foi que eu vim aqui parar?

Para casa é onde eu quero ir. Tem graça porque até parece que já cheguei. Sinto-me tonto mas estou perfeitamente ciente que já estamos muito perto. Fala-me um pouco mais sobre o que tens feito. Acho que é este o local, ou pelo menos parece, mas basta-me apenas que me deixes bem perto de casa.

O que foi que aconteceu para agora quereres subir? Nunca pela amizade e muito menos por amor. Apenas por um bocado bem passado do teu lado. Amanhã dizemos: como foi que nos cruzámos?

Para casa é onde eu quero ir. Entramos e saímos, sempre a cambalear. Sinto-me cansado mas não preciso da tua ajuda para me despir. Preenche as minhas brancas e bate-me com força na cabeça. Estou um pouco bebido e não tenho a certeza se consigo estar contigo. Para a cama é onde eu quero ir.

 

Um abraço...

shakermaker

 

para ver: LeavingLasVegas » Nicolas Cage
para ouvir: Brother,MyCupIsEmpty » NickCaveAndTheBadSeeds » Henry`sDream
blogjob por shakermaker às 00:00

ISOLAR POST | RECOLHER POST
De Moura ao Luar a 3 de Maio de 2007 às 17:58
Histórias... as bebidas costumam ser interessantes... aquele estado de embriaguez que não nos deixa saber nem desconhecer
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.
Blog Widget by LinkWithin

»posts & blogjobs

» música menstrual

» o amor faliu

» dead man walking

» alive and kicking

» saudade amolece

» música para gente grisalh...

» penálti de cabeça #01

» café puro

» mais (es)perto da estupid...

» do caixão ao berço

» você bate no seu pc?!

» parebenizar & desvaloriza...

» bamboleo bambolea

» subindo paredes

» videoclip #05

» recycle bin

» saturday night sweat

» deixem-me em paz!

» working class hero

» a frase feita: o lugar-co...

» foram espinhos contra ros...

» há coisas que eu sei

» (quase) tudo sobre justiç...

» videoclip #04

» surrealizar por aí

» (com)postura corporal soc...

» todos juntos somos mais

» (quase) tudo sobre cortej...

» amor: um silêncio coniven...

» o cintilante não é brilha...

» a conspiração do semáforo

» as lesmas & as alfaces

» molhar as partes pudibund...

» presos pelo nariz

» dog bless america

» inferência das coincidênc...

» eu acredito no mosquito

» quem tem o gay na barriga...

» tira-nódoas vs tira-teima...

» um eco do prazer

» estou cansado de ser sexy...

» amor: reavivando a memóri...

» cosmética sexual #02

» cosmética sexual #01

» amor: brincando com o fog...

» cravados na mente

» o universo paralelo

» mistério do objecto invis...

» 7 e picos, 8 e coiso, 9 e...

» #33

»séquito & móinas

»feeds & não-sei-quê

»tags

» todas as tags