Quarta-feira, 5 de Agosto de 2009

surrealizar por aí

 

Este post contém menções a pessoas, marcas e muita estupidez – pois convém deixar já isto bem claro antes de me atirar ao assunto. De facto, penso ter descoberto o programa mais estúpido da televisão portuguesa. E tudo isto começou na semana passada enquanto fazia zapping em busca de algo interessante para ver ao serão. E foi então que passei os olhos pelo Porto Canal: um canal a que assisto ocasionalmente para ver um ou dois programas muito interessantes. Pelo menos para mim, claro está. Ora, nessa noite fatídica em que entrei no canal número 13 da Zon Box, dei de caras com um programa de seu nome “Chat”. Como o próprio nome indica, trata-se dum chat em directo, onde os inusitados participantes enviam mensagens em tempo real através da internet ou SMS via telemóvel através do 4884. Vejam só, até sei as regras disto! Este programa – se é que se pode chamar assim – tem um apresentador/moderador (ou coisa que o valha) que vai relatando as várias mensagens que vão surgindo em simultâneo no ecrã do televisor. Até aqui, nada de mais, só que o mais bizarro de tudo isto é que o suposto apresentador tem uma forma, no mínimo, peculiar de moderar o programa. O fulano chama-se Santiago e usa o nickname de Santi enquanto vai trocando graçolas e bitaites com os demais participantes – os chamados “chatólogos”. Aquilo, a certa altura, torna-se mesmo surreal, chegando a atingir altos índices de parvoeira. De tal forma que nos chegamos a questionar se está de facto a acontecer o que estamos a ver. Ao que parece, o chat tem bastante adesão e as mensagens vão surgindo em catadupa, assim como a estupidez. Todavia, e à medida que o programa se aproxima do fim, a estupidez acaba por ganhar com uma larga vantagem. O que não é de estranhar, pois naquela amálgama entre apresentador e participante não era de esperar outra coisa (!)
 
Além disso, é habitual assistirmos no painel do chat a um desfilar de palavras burlescas e termos caricatos num português arcaico, abreviado e errado, qual brutamontes online. Aquilo só visto! Mas, mais uma vez, o apresentador também não lhes fica nada atrás, fazendo do “Chat”, decerto, o programa de televisão mais absurdo que existe. Porém, não pude deixar de reparar numa coisa: sabe-se lá como ou porquê, mas parece haver um fio condutor que deambula de programa para programa. Ou seja, todos aqueles intervenientes aparentam estar sintonizados em diversos assuntos: o que dá a entender que aquela parvoice é uma coisa que já vem detrás. Talvez do útero, digo eu. Anteontem, assisti a algo que define, em muito, tudo aquilo que estou aqui a relatar: para finalizar o programa, eis que o insolente apresentador se lembra de simular sexo oral com uma boneca insuflável entalada entre os seus joelhos, enquanto os outros energúmenos enviavam mensagens de apoio ao idiota mor. No entanto, qual cúmplice d’Os Idiotas, acompanhei este insólito programa para tentar perceber se aquilo era mesmo assim ou teria sido apenas um caso isolado. Pois bem, é mesmo assim. Convenhamos, o Porto Canal até tem algumas propostas bastante interessantes, tais como: Bulhão Rouge; La Vie En Rose; Aquário; Discos Perdidos; ou Clube de Cozinheiros. E tudo isto com aquele sotaque e aquela pronúncia do Norte que tanto me agrada – é cá um fetiche que eu tenho. Mas, sinceramente, aquele “Chat” era escusado: indiscutivelmente, o pior programa que já vi. E olhem que eu já vi muita merda! Para quem quiser confirmar: de segunda a sexta, entre a 01H30 e 02H30 no Porto Canal. Sendo um programa anormal, a ver pela participação aberrante, é também um programa popular. Mas sobretudo surreal. Já nos idos anos 80, os Ban cantavam: “ – Popular, surrealizar por aí “, com o mesmo sotaque. Não podia ser mais a propósito, o “Chat” é mesmo um irreal social (!)
 
Um abraço...
shakermaker
 
para ver: The Idiots » Lars Von Trier
para ouvir: Irreal Social por Ban em Surrealizar (1988)
blogjob por shakermaker às 00:00

ISOLAR POST | DESANCAR POST | RECOLHER POST
6 LINCHAMENTOS:
De la vie en long-métrage a 6 de Agosto de 2009 às 14:28
Boa tarde,
realmente o programa tem a sua cota parte de estúpido. E quando comecei a ler o seu post pensei que já sabia do que estava a falar. Isto porquê?, porque há tempos deparei-me com um "programa" do género, só que este dava na MTV e não tinha apresentador, era apenas um "programa" em que o pessoal gastava um euro por mensagem e algum do seu tempo em coisas absurdas.
Mas este "programa" no Porto Canal não conhecia, mas logo à noite se tiver oportunidade vou confirmar em grau está a decadência de algumas pessoas...
Abraço.
De http://shakermaker.blogs.sapo.pt a 8 de Agosto de 2009 às 15:43
Ora viva!

Esse programa de que fala também não não conheço mas não deixa de ser absurdo que a malta gaste dinheiro nestes programas sem jeito - para nada.

Obrigado!

Um abraço...
shakermaker
De goreti a 8 de Agosto de 2009 às 00:56
Olá boa noite,
Programas destes só existem porque há pessoas que os vêem,isto porque estamos num pais em que se aposta pouco na formação intelectual a nível pessoal, porque quando isso acontecer, programas destes deixam de haver.
É como um velho ditado diz: "falem bem ou mal, o que importa é que falem de mim".Ora nem mais, mesmo sendo um mau programa é comentado, logo os objectivos dos produtores com certeza foram alcançados.
Beijos doces e alegres!!!
Bom fds
De http://shakermaker.blogs.sapo.pt a 8 de Agosto de 2009 às 15:48
Ora viva!

Acredito que tem de haver programas para todo o público: o que me faz mais confusão é que certos programas têm muito pouca, ou nenhuma, qualidade.

No caso deste "Chat", creio que o problema está essencialmente no apresentador pois se o programa fosse bem moderado não seria assim tão absurdo.

Obrigado e tenha um fim de semana alegre!

Um abraço...
shakermaker
De Dylan a 7 de Setembro de 2009 às 18:20
Talvez por essa qualidade de programas, o Porto Canal, está onde está: na penúria!

http://dylans.blogs.sapo.pt7
http://aboutportugal-dylan.blogspot.com/
De http://shakermaker.blogs.sapo.pt a 9 de Setembro de 2009 às 10:06
Ora viva!

Se está ou não na penúria, realmente não faço ideia mas não seria de estranhar com programas assim.

Caro Dylan, obrigado pela visita e volte sempre!

Um abraço...
shakermaker

desancar shakermaker

Blog Widget by LinkWithin

»posts & blogjobs

» música menstrual

» o amor faliu

» dead man walking

» alive and kicking

» saudade amolece

» música para gente grisalh...

» penálti de cabeça #01

» café puro

» mais (es)perto da estupid...

» do caixão ao berço

» você bate no seu pc?!

» parebenizar & desvaloriza...

» bamboleo bambolea

» subindo paredes

» videoclip #05

» recycle bin

» saturday night sweat

» deixem-me em paz!

» working class hero

» a frase feita: o lugar-co...

» foram espinhos contra ros...

» há coisas que eu sei

» (quase) tudo sobre justiç...

» videoclip #04

» surrealizar por aí

» (com)postura corporal soc...

» todos juntos somos mais

» (quase) tudo sobre cortej...

» amor: um silêncio coniven...

» o cintilante não é brilha...

» a conspiração do semáforo

» as lesmas & as alfaces

» molhar as partes pudibund...

» presos pelo nariz

» dog bless america

» inferência das coincidênc...

» eu acredito no mosquito

» quem tem o gay na barriga...

» tira-nódoas vs tira-teima...

» um eco do prazer

» estou cansado de ser sexy...

» amor: reavivando a memóri...

» cosmética sexual #02

» cosmética sexual #01

» amor: brincando com o fog...

» cravados na mente

» o universo paralelo

» mistério do objecto invis...

» 7 e picos, 8 e coiso, 9 e...

» #33

»séquito & móinas

»insultar shakermaker

»feeds & não-sei-quê

»tags

» todas as tags