Domingo, 7 de Dezembro de 2008

amor: brincando com o fogo

 

O prazer talvez sacie – não temos certeza disso – porém nunca nos atende. Só é necessário autodestruir o desejo sem cessar pois o prazer é como a porta do amor, o seu limiar. O prazer é como parar diante do desencadeamento, do indiferenciado, do contínuo, do interno. É também necessário permanecer na própria diferença sexual, no abrigo daquele tão esperado sinal, no raciocínio arbitrário, no fragmento duma dúvida, na certeza da independência. Não ser dependente no monismo de onde saímos ao nascer, na dominação, naquela absorção fascinada, por vezes em silêncio. O amor brinca com o fogo porque ele brinca com a união: duas pessoas que se amam são dois fascinados um pelo outro. Porém, são dois auto fascinados que no fundo assim amam do seu próprio amor. Brincar com o fogo é cada um brincar com a sua própria chama mesmo correndo o risco de serem queimados. Mas ambos brincam com o fogo enquanto estão apaixonados. Brincar com o fogo é brincar consigo mesmo antes de alguém brincar por si. É antecipar-se, internalizar-se, internar-se no outro. O prazer nem sempre sacia: contudo, alivia quando o amor não atende.

 

Um abraço...

shakermaker

 

para ver: SomeLikeItHot » Monroe/ Lemmon
para ouvir: Play With Fire por The Rolling Stones em Out Of Our Heads
blogjob por shakermaker às 00:00

ISOLAR POST | RECOLHER POST
Blog Widget by LinkWithin

»posts & blogjobs

» música menstrual

» o amor faliu

» dead man walking

» alive and kicking

» saudade amolece

» música para gente grisalh...

» penálti de cabeça #01

» café puro

» mais (es)perto da estupid...

» do caixão ao berço

» você bate no seu pc?!

» parebenizar & desvaloriza...

» bamboleo bambolea

» subindo paredes

» videoclip #05

» recycle bin

» saturday night sweat

» deixem-me em paz!

» working class hero

» a frase feita: o lugar-co...

» foram espinhos contra ros...

» há coisas que eu sei

» (quase) tudo sobre justiç...

» videoclip #04

» surrealizar por aí

» (com)postura corporal soc...

» todos juntos somos mais

» (quase) tudo sobre cortej...

» amor: um silêncio coniven...

» o cintilante não é brilha...

» a conspiração do semáforo

» as lesmas & as alfaces

» molhar as partes pudibund...

» presos pelo nariz

» dog bless america

» inferência das coincidênc...

» eu acredito no mosquito

» quem tem o gay na barriga...

» tira-nódoas vs tira-teima...

» um eco do prazer

» estou cansado de ser sexy...

» amor: reavivando a memóri...

» cosmética sexual #02

» cosmética sexual #01

» amor: brincando com o fog...

» cravados na mente

» o universo paralelo

» mistério do objecto invis...

» 7 e picos, 8 e coiso, 9 e...

» #33

»séquito & móinas

»insultar shakermaker

»feeds & não-sei-quê

»tags

» todas as tags