Terça-feira, 6 de Novembro de 2007

a falta de (outro) sexo

 

Descobrir um parceiro sexual nem sempre é fácil. É claro que é necessário seduzir, e assim por diante. Mas, antes de mais, é preciso que as pessoas se encontrem. E é aí que surge a primeira dificuldade. Imagine que procura uma companhia agradável, por exemplo: na rua, numa discoteca ou na Internet – não interessa o sítio. Em resumo, o seu caminho cruza-se com o de outro ser humano. Há uma probabilidade em duas de que seja o sexo certo: isto é, o mesmo sexo que o seu se for homossexual ou outro sexo se for heterossexual. Para simplificar os disparates que vou dizer a seguir, poremos de parte os sortudos dos bissexuais que têm duas vezes mais hipóteses de serem bem sucedidos nos seus encontros tórridos. Ora, temos uma probabilidade em duas porque há quase tantos homens como mulheres. Atenção: excepto nas idades mais avançadas em que, para os homens, a probabilidade de encontrarem uma parceira é inversamente proporcional à capacidade de a satisfazerem. Agora, vamos supor que existem três sexos. Atenção, não digo que seja imperativamente necessário formarmos trios, pois isso seria mais complicado.

 

Não, chegam apenas três sexos a que chamaríamos, por exemplo, e por ordem aleatória: redondo, quadrado e oval. Escolhidos os sexos e suas formas geométricas, estes permitiriam formar três tipos de casais: redondo com quadrado; redondo com oval; ou quadrado com oval. Neste caso, retomemos as nossas estatísticas (supondo que estes três sexos existem nas mesmas proporções) e que eu, shakermaker, tenho o sexo redondo. Entre todas as pessoas com quem me cruzo, já não haverá uma em duas, mas duas em três com o sexo adequado ao meu (quadrado ou oval). Por outras palavras, cada pessoa que se cruza comigo apresenta 66% de hipóteses de encontrar, para si, um sexo certo, em vez dos 50% quando só existiam dois sexos. Prosseguindo este raciocínio: com quatro sexos, teríamos 75% de hipóteses. Ou seja, três quartos da humanidade seriam parceiros potenciais uns dos outros. Quantos mais sexos houvessem, mais hipóteses teríamos de não sair de mãos a abanar dum local de diversão nocturno. Era preciso ser feio como um morcego ou estúpido como uma porta, se um indivíduo não encontrasse uma só parceira...

 

Um abraço...

shakermaker

 

para ver: O ABC Do Amor » Woody Allen
para ouvir: To Turn You On por Roxy Music em Avalon
blogjob por shakermaker às 00:00

ISOLAR POST | DESANCAR POST | RECOLHER POST
19 LINCHAMENTOS:
De Kristy a 6 de Novembro de 2007 às 10:02
Meu caro amigo Shakermaker..

Olhe que concordo com a sua teoria...quantos mais sexos mais probabilidades de se encontrar um/a parceiro/a que se enquadre..agora não consigo é deixar de rir ao tentar imaginar como seria isso de haver mais que dois tipos de sexo...vou continuar a debruçar-me sobre o assunto..Bjs
De Madalena Lopes a 6 de Novembro de 2007 às 13:29
Olá Shaker,
só mesmo tu para me fazeres rir assim lol
O teu sentido de humor e a tua capacidade de escrever são fantásticas.
Num país em que todos têm a mania que são comediantes, tu estás muito subaproveitado.
Beijo enorme
De elisa... a 6 de Novembro de 2007 às 13:31
Sei não...
Isto cada vez está mais estranho, cada vez se tem mais medo...lol
E cada vez estamos mais esquesitas...lol
A proposito, os feios que nem uma porta safan-se melhor...lol
De noivo a 6 de Novembro de 2007 às 14:02
Não seria mais fácil imaginar toda a população feminina que se encontra no mesmo espaço que nós, em que por exemplo bastava que uma em cada dez nos desse uma chance?:) 10% parece mau?:) Abraço
De noivo a 6 de Novembro de 2007 às 20:52
não resisti :) já podes ouvir qd quiseres;)
De ferreira a 6 de Novembro de 2007 às 14:28
CARO AMIGO

O SEXO É DOS ASSUNTOS MAIS COMPLEXOS DE TRATAR...

MAS AMIGO TENHO DE ME ABSTER DA BLOGOSFERA, O BLOG " SEM PALAVRAS" TEM JULGAMENTO MARCADO PARA DIA 24.1.08 EM V.N.FAMALICÃO PELAS 14HORAS, E, ESTÃO A PEDIR NADA MAIS NADA MENOS DE 50 000 EUROS DE INDEMINIZAÇÃO...É OBRA.

UM ABRAÇO ATE BREVE
De Mariana a 6 de Novembro de 2007 às 17:27
Confesso que pensar assim, com essas probabilidades estatísticas, me assustou.
Sou mais simplista: os seres humanos (nus, claro) vistos de costas são todos iguais, de frente existem 2 formatos, logo para mim existem 2 sexos.
Mas ... se falarmos ... em relações que até envolvem os sexos dos respectivos seres, aí meu amigo, bato palmas pelo optimismo das probabilidades, (mas também, crise é crise).
:-))
De so12 a 6 de Novembro de 2007 às 21:49
Realmente.... não há nada como uma boa noite de sono...
De A Túlipa a 6 de Novembro de 2007 às 22:28
Lool . =]
estava de passagem e axei curioso, mas também acertado =P

Gostei da tua mete aberta.
De KI a 7 de Novembro de 2007 às 02:59
Mr Shaker (vénia, vénia) você é um tipo divertido, gosto de o ler e dos seus comentários sempre acutilantes e boa onda.
Espero q n se importe q lhe tenha assaltado o blog, descubra por si...

Tudo de bom, até sempre!!

(vénia, vénia)

Cumps. (sempre quis escrever isto lololol)
De butterfly a 7 de Novembro de 2007 às 10:44
Meu querido, este post poderá ser oriundo de falta de sexo da sua parte! Ehehe! Li uma notícia num jornal, a semana passada, que poderá resolver o seu problema! O artigo falava de uma boneca não insuflável, mas de silicone... existente já à venda! Toda ela de silicone, muito semelhante às mulheres, corpinho danone... só lhe falta falar! (Mas se for como muitas que andam para aí, é preferível que esteja calada!!!)
Cumprimentos e excelente post! Bons vôos!

desancar shakermaker

Blog Widget by LinkWithin

»posts & blogjobs

» música menstrual

» o amor faliu

» dead man walking

» alive and kicking

» saudade amolece

» música para gente grisalh...

» penálti de cabeça #01

» café puro

» mais (es)perto da estupid...

» do caixão ao berço

» você bate no seu pc?!

» parebenizar & desvaloriza...

» bamboleo bambolea

» subindo paredes

» videoclip #05

» recycle bin

» saturday night sweat

» deixem-me em paz!

» working class hero

» a frase feita: o lugar-co...

» foram espinhos contra ros...

» há coisas que eu sei

» (quase) tudo sobre justiç...

» videoclip #04

» surrealizar por aí

» (com)postura corporal soc...

» todos juntos somos mais

» (quase) tudo sobre cortej...

» amor: um silêncio coniven...

» o cintilante não é brilha...

» a conspiração do semáforo

» as lesmas & as alfaces

» molhar as partes pudibund...

» presos pelo nariz

» dog bless america

» inferência das coincidênc...

» eu acredito no mosquito

» quem tem o gay na barriga...

» tira-nódoas vs tira-teima...

» um eco do prazer

» estou cansado de ser sexy...

» amor: reavivando a memóri...

» cosmética sexual #02

» cosmética sexual #01

» amor: brincando com o fog...

» cravados na mente

» o universo paralelo

» mistério do objecto invis...

» 7 e picos, 8 e coiso, 9 e...

» #33

»séquito & móinas

»insultar shakermaker

»feeds & não-sei-quê

»tags

» todas as tags