Quarta-feira, 22 de Novembro de 2006

de boca fechada

 

Amor, será que queres ir a qualquer lado para jantar? Eu conheço um pequeno restaurante aqui bem perto. Não precisamos de uma refeição requintada nem dum vinho caro e muito menos precisamos sequer de verter lágrimas. Será apenas para uma próxima vez que dissermos adeus. Amor, se quiseres podemos ir até ao cinema, há um novo filme do Copolla que de certeza vamos gostar... Não precisamos de falar das nossas culpas nem de nos acusarmos um ao outro e muito menos precisamos de discutir num local público. Fica somente para uma próxima vez que dissermos adeus. Por hoje, ficamos os dois de boca fechada enquanto não sarar a ferida aberta no peito.

 

Um abraço...

shakermaker

para ver: Dracula » Francis Ford Coppola
para ouvir: Nausea por Beck em The Information
blogjob por shakermaker às 00:00

ISOLAR POST | DESANCAR POST | RECOLHER POST
3 LINCHAMENTOS:
De Marisa a 22 de Novembro de 2006 às 12:08
Olá mais uma vez...

Quanto a este texto, quero dizer-lhe muito sinceramente, que me parece, dos melhores momentos passados entre amores, ou casais se quiser, são os silencios cumplices, os olhares e a simples contemplação do outro, tudo o resto é secundário.

Um beijo...
Marisa
De Vanessa a 22 de Novembro de 2006 às 13:55
Olá shaker! Isto ainda tem um bocadinho do HTW... Pois é, nao consegues evitar... Eu compreendo, sempre as mulheres eheheh Bjo
De morgana a 28 de Novembro de 2006 às 21:46
olá! sabe uma coisa... gosto deste seu novo blog..aspecto e textos e música... já vi que tinha havido mudança há bastante tempo, mas só agora pude apreciar melhor os textos... gosto de poder ler um pouco mais de si, aos poucos descobre-se um pco mais de si, qque antes não aparecia. Não esqueço os fabulosos textos que aqui li, mas estou certa que vou continuar a gostar igualmente do novo blogjob. beijocas

desancar shakermaker

Blog Widget by LinkWithin

»posts & blogjobs

» música menstrual

» o amor faliu

» dead man walking

» alive and kicking

» saudade amolece

» música para gente grisalh...

» penálti de cabeça #01

» café puro

» mais (es)perto da estupid...

» do caixão ao berço

» você bate no seu pc?!

» parebenizar & desvaloriza...

» bamboleo bambolea

» subindo paredes

» videoclip #05

» recycle bin

» saturday night sweat

» deixem-me em paz!

» working class hero

» a frase feita: o lugar-co...

» foram espinhos contra ros...

» há coisas que eu sei

» (quase) tudo sobre justiç...

» videoclip #04

» surrealizar por aí

» (com)postura corporal soc...

» todos juntos somos mais

» (quase) tudo sobre cortej...

» amor: um silêncio coniven...

» o cintilante não é brilha...

» a conspiração do semáforo

» as lesmas & as alfaces

» molhar as partes pudibund...

» presos pelo nariz

» dog bless america

» inferência das coincidênc...

» eu acredito no mosquito

» quem tem o gay na barriga...

» tira-nódoas vs tira-teima...

» um eco do prazer

» estou cansado de ser sexy...

» amor: reavivando a memóri...

» cosmética sexual #02

» cosmética sexual #01

» amor: brincando com o fog...

» cravados na mente

» o universo paralelo

» mistério do objecto invis...

» 7 e picos, 8 e coiso, 9 e...

» #33

»séquito & móinas

»insultar shakermaker

»feeds & não-sei-quê

»tags

» todas as tags