Quinta-feira, 16 de Novembro de 2006

contra a parede #01

 

Moro na fronteira de Carcavelos com a Parede, mais precisamente onde Carcavelos começa e a Parede acaba. Já morei na Parede mas voltei para Carcavelos, embora já tenha, noutras alturas, deixado Carcavelos para me mudar para a Parede. Quando moro em Carcavelos não gosto da Parede, e se me mudar de novo para esta, passo também a não gostar de Carcavelos. Acontece que agora estou deste lado e enquanto aqui estiver é tudo contra a Parede. Em Carcavelos há um cinema e na Parede não. Que camelos, não têm cinema... Além disso, se não me apetecer ir ao cinema de Carcavelos, tenho outro cinema bem perto no Centro Comercial das Palmeiras. Já os dromedários da Parede, se lhes apetecer ir ver um filme, têm que se deslocar a Carcavelos. Eu sei que vos custa, eu sei, mas aguentem-se. Mas mesmo que não queiram dar o braço a torcer em ver um filme em Carcavelos e prefiram antes ir aos cinemas das Palmeiras, têm que passar na mesma por Carcavelos. Azar, não há volta a dar, têm sempre que passar por aqui. Esta é uma das melhores razões para se viver em Carcavelos pois nós temos cinema, ao contrário das osgas. Nós, aqui em Carcavelos, temos tudo contra a Parede!

 

Um abraço...

shakermaker

para ver: She Hates Me » Spike Lee
para ouvir: Australia por Manic Street Preachers em Everything Must Go
blogjob por shakermaker às 00:00

ISOLAR POST | DESANCAR POST | RECOLHER POST
2 LINCHAMENTOS:
De Marisa a 16 de Novembro de 2006 às 12:42
Profundo, digo de reflexão.
Só falta dar a morada correcta...
De Ana Simões a 26 de Dezembro de 2006 às 20:09
Prefiro ir ao cinema a Cascais. ;)

desancar shakermaker

Blog Widget by LinkWithin

»posts & blogjobs

» música menstrual

» o amor faliu

» dead man walking

» alive and kicking

» saudade amolece

» música para gente grisalh...

» penálti de cabeça #01

» café puro

» mais (es)perto da estupid...

» do caixão ao berço

» você bate no seu pc?!

» parebenizar & desvaloriza...

» bamboleo bambolea

» subindo paredes

» videoclip #05

» recycle bin

» saturday night sweat

» deixem-me em paz!

» working class hero

» a frase feita: o lugar-co...

» foram espinhos contra ros...

» há coisas que eu sei

» (quase) tudo sobre justiç...

» videoclip #04

» surrealizar por aí

» (com)postura corporal soc...

» todos juntos somos mais

» (quase) tudo sobre cortej...

» amor: um silêncio coniven...

» o cintilante não é brilha...

» a conspiração do semáforo

» as lesmas & as alfaces

» molhar as partes pudibund...

» presos pelo nariz

» dog bless america

» inferência das coincidênc...

» eu acredito no mosquito

» quem tem o gay na barriga...

» tira-nódoas vs tira-teima...

» um eco do prazer

» estou cansado de ser sexy...

» amor: reavivando a memóri...

» cosmética sexual #02

» cosmética sexual #01

» amor: brincando com o fog...

» cravados na mente

» o universo paralelo

» mistério do objecto invis...

» 7 e picos, 8 e coiso, 9 e...

» #33

»séquito & móinas

»insultar shakermaker

»feeds & não-sei-quê

»tags

» todas as tags